Reading Time: 1 minute

A Microsoft reagiu rapidamente à divulgação de uma vulnerabilidade de dia zero anteriormente desconhecida no sistema operativo Windows.

Na segunda-feira, o utilizador do Twitter, SandboxEscaper, revelou a existência do bug na plataforma de microblogging. Conforme comunicado pelo website Register, o utilizador disse o seguinte:

“Here is the alpc bug as 0day. I don’t f**king care about life anymore. Neither do I ever again want to submit to MSFT anyway. F**k all of this shit.”

 

O utilizador vinculou também uma página do GitHub que parece conter uma prova de conceito (PoC) para a vulnerabilidade.

Após a divulgação, na terça-feira, Will Dormann, analista de vulnerabilidades da CERT / CC, verificou o erro, acrescentando que a falha de dia zero funciona “num  sistema Windows 10 de 64 bits totalmente atualizado”.

windows-zero-day-exploit

 

A vulnerabilidade do Windows é descrita como uma falha de segurança de escalonamento de privilégios do agendador de tarefas do Microsoft Windows causada por erros no tratamento de sistemas ALPC (Advanced Local Procedure Call).

A vulnerabiliidade de dia zero permite que os utilizadores locais obtenham privilégios do sistema. Como o ALPC é um sistema local, o impacto é limitado, mas a divulgação pública de um dia zero ainda é provavelmente uma dor de cabeça.

Não há soluções conhecidas para a vulnerabilidade, que recebeu uma pontuação CVSS de 6,4 a 6,8.

O tweet do SandboxEscaper já foi excluído. No entanto, a Microsoft reconheceu o dia-zero, informando que “atualizará proativamente os dispositivos afetados o mais rápido possível”.

É provável que isso ocorra em 11 de setembro, o próximo Microsoft Patch Tuesday marcado, a menos que a empresa decida lançar um remendo adicional fora do prazo.