As férias e o mês de agosto marcam geralmente a ausência do escritório, mas não são uma razão suficientemente forte para deixar o escritório desorganizado nem muito menos para deixar de lado a cibersegurança.

Hoje em dia, aceder ao e-mail profissional no smartphone pessoal passou a ser uma prática do quotidiano de qualquer cidadão, e mais, muitos projetos profissionais são fechados através do seu smartphone. As férias de Verão são por isso o momento ideal para pôr em prática alguns procedimentos necessários para evitar exposição ou potenciais ameaças de última hora.

Para não deixar que uma desatenção acabe estragando as suas férias, comece por elaborar um checklist pré-férias de Verão.

travel cybersecurity

 

Seguem algumas dicas.

 

Cuide da sua pegada digital
Na verdade, vai estar, ou está de férias. Deixe a maior parte dos seus dispositivos em casa e desconectados da Internet. Desta forma, não só terá menos dispositivos, menos distrações, e assim aproveitará os bons momentos familiares. Também reduz o risco de perder qualquer equipamento e que a sua informação valiosa caia nas mãos das pessoas erradas, e muito menos dos cibercriminosos.

 

Leve consigo os seus próprios adaptadores de energia
Carregar os seus dispositivos em adaptadores de terceiros pode gerar vulnerabilidades no seu dispositivo. P.ex., o adaptador pode explorar o seu smartphone na tentativa de instalar malware ou roubar dados sensíveis que transporta consigo.

“Cyber thieves may install malware onto hotel lamps, airport kiosks and other public USB charging stations” (source).

 

Se mesmo assim desejar carregar o seu dispositivo num adaptador de terceiros, no mínimo, desligue-o antes de conectar o adaptador.

 

Mantenha-se atualizado — Instale updates e patches de segurança
Certifique-se que os sistemas operativos e aplicações dos dispositivos que levar consigo têm as atualizações de segurança em dia. Esta medida poderá impedir que vulnerabilidades conhecidas sejam exploradas por cibercriminosos.

Instale os updates e os patches de segurança antes de começar a viajar!

 

Altere as suas palavras-passe
Vai levar a mesma escova de dentes durante as férias? Então porque não alterar também algumas das suas palavras-passe? Pelo menos as palavras-passe dos sistemas e aplicações que usa com maior regularidade no seu dia a dia.

Não facilite na hora de definir uma palavra-passe. Lembre-se de uma frase, e escolha as primeiras letras de cada palavra. P.ex.: “Amanhã por volta das 12 horas irei estar a viajar!”. Potencial palavra-passe: Apvd1hieav!

 

Defina um ecrã de bloqueio no seu smartphone
Independentemente dos dispositivos que levar consigo, certifique-se que o seu ecrã está protegido com uma palavra-passe ou código PIN único e forte, ou um dos métodos de autenticação biométricos disponíveis, como leitor de impressões digitais ou reconhecimento facial.

 

Informação confidencial ou sensível — Use Criptografia
Se vai de viagem e não precisa da informação sensível, então não a leve consigo. Use criptografia sempre que necessário, p.ex., cifre o disco do seu laptop, isso irá adicionar uma camada de proteção extra caso o seu computador seja roubado. Os cibercriminosos não conseguiram ler o seu disco sem antes introduzir uma palavra-passe para decifrar todo o disco.

 

Faça backups
A perda de informação pessoal armazenada num laptop ou smartphone pode causar ainda mais problemas do que a perda do dispositivo em si. Assim, certifique-se que toda a sua informação importante está bem guardada em vários sítios, preferencialmente longe uns dos outros.

 

Seja moderado
Deixe a geolocalização desativada. Desligue o bluetooth do seu smartphone, provavelmente não irá necessitar dele e é um canal de infeção bastante “desejado” pelos cibercriminosos.

A moderação é extremamente importante. A cibersegurança da sua casa, do seu lar também deve ser levada em conta. Resista partilhar nas redes sociais que está fora de casa. Fotografias com geolocalização poderão ser uma arma letal contra si próprio, e poderá expô-lo a uma intrusão física  da sua própria casa, comprometendo não só os dispositivos e backups mas como outros bens materiais.

Votos de umas excelentes férias de Verão em (ciber)segurança!

 

 

Powered by RISEMA


risema

Este artigo é patrocinado pela RISEMA, uma empresa da área da informática fundada em 1992 e com soluções para micro, pequenas e médias empresas.

Pedro Tavares is a professional in the field of information security, currently working as IT Security Engineer. He is also a founding member and Pentester at CSIRT.UBI and founder of the security computer blog seguranca-informatica.pt.

In recent years he has invested in the field of information security, exploring and analyzing a wide range of topics, such as pentesting (Kali Linux), malware, hacking, cybersecurity, IoT and security in computer networks.  He is also Freelance Writer.

Read more here.