A TSMC  confirmou que seus sistemas foram  infetados com uma variante do ransomware WannaCry.

No início de agosto, um malware infetou sistemas em várias fábricas TSMC, fábricas onde a Apple produz algns dos seus dispositivos.

A TSMC é a maior fabricante mundial de chips para gigantes tecnológicas, incluindo a Apple e a Qualcomm Inc.

A empresa partilhou mais detalhes sobre o ataque e confirmou que seus sistemas foram infetados com uma variante do WannaCry e que atingiu 200.000 computadores em 150 países em questão de horas em maio de 2017.

A infeção causou uma das mais severas perturbações sofridas pela TSMC, enquanto aumentava a produção de chips para os próximos iPhones da Apple Inc.

A empresa parou a produção durante um dia. Estima-se que o impacto geral sobre a receita da TSMC é  de aproximadamente US $ 256 milhões.

TSMC-Apple-infection

De acordo com o fabricante, não foi um ataque direcionado, em vez disso, os sistemas foram infetados “quando um fornecedor instalou software contaminado sem uma verificação de vírus a priori”. O malware espalhou-se rapidamente dentro da rede da empresa e infectou mais de 10.000 máquinas.

“We are surprised and shocked,” TSMC Chief Executive Officer C. C. Wei said, “We have installed tens of thousands of tools before, and this is the first time this happened.”

 

A TSMC confirmou que os dados dos clientes não foram comprometidos durante o ataque, e avisou os clientes que são esperados atrasos nas remessas.

 

Pedro Tavares is a professional in the field of information security, currently working as IT Security Engineer. He is also a founding member and Pentester at CSIRT.UBI and founder of the security computer blog seguranca-informatica.pt.

In recent years he has invested in the field of information security, exploring and analyzing a wide range of topics, such as pentesting (Kali Linux), malware, hacking, cybersecurity, IoT and security in computer networks.  He is also Freelance Writer.

Read more here.