A ameaça foi batizada de ZooPark e ela foi identificada especialmente em países do Oriente Médio, utilizando websites legítimos como fonte de infecção, segundo a Kaspersky. Isso pode ser um indício de que o ataque pode ser patrocinado por algum governo, visando atingir organizações políticas e hactivistas da região.
As aplicações infetadas com o ZooPark foram distribuídas em websites de notícias e páginas políticas de maior popularidade em partes específicos do Oriente Médio, com nomes que tentavam imitar serviços legítimos. Um exemplo é um app chamado “TelegramGroups”, identificado pela empresa de segurança, que não tem nada a ver com o verdadeiro Telegram.

 A partir da instalação, os autores do ataque ganham acesso total ao smartphone, visando extrair silenciosamente do aparelho informações como:
  • Contactos;
  • Contas pessoais;
  • Registo de chamadas e áudios das ligações;
  • Imagens armazenadas no aparelho e no cartão de memória;
  • Localização de GPS;
  • Mensagens SMS;
  • Dados das aplicações instaladas e do navegador;
  • Registos do que o utilizador digita e tudo que ele copia e cola;

 

Para completar, os criminosos também podem forçar o dispositivo a realizar ligações e enviar mensagens SMS sem autorização da vítima, além de executar código remotamente. Ou seja: o smartphone passa a ser totalmente monitorizado e remotamente controlado.

O malware tem também o objetivo de recolher informações sobre as mensagens que as vítimas trocavam por meio do Telegram e do WhatsApp (uma vez que o malware tem origem hacktivista).

O ataque também extrai bases de dados internos de aplicações como Chrome, o que permite roubar password e credenciais de websites e serviços online.

Pedro Tavares is a professional in the field of information security, currently working as IT Security Engineer. He is also a founding member and Pentester at CSIRT.UBI and founder of the security computer blog seguranca-informatica.pt.

In recent years he has invested in the field of information security, exploring and analyzing a wide range of topics, such as pentesting (Kali Linux), malware, hacking, cybersecurity, IoT and security in computer networks.  He is also Freelance Writer.

Read more here.