Reading Time: 1 minute

Marcus Hutchins; o herói do WannaCry, declara-se culpado por ter desenvolvido o trojan banker UPAS Kit e Kronos.

Marcus Hutchins; o herói do WannaCry, declara-se culpado por ter desenvolvido o trojan banker UPAS Kit e Kronos.

Ele é conhecido por ter registado o domínio killswitch em 2017, que interrompeu o processo de infecção do ransomware WannaCry.

De acordo com os documentos judiciais obtidos pelo ZDNet, ele declarou-se culpado de duas acusações, uma para criar e distribuir malware e outra para ajudar na distribuição.  Outras oito acusações foram demitidas.

Hutchins pode ser condenado até cinco anos de prisão, pagar multas até US $ 250.000 e ainda ser libertado em prisão supervisionada até 1 ano.

Ele publicou uma breve declaração no seu website:

“As you may be aware, I’ve pleaded guilty to two charges related to writing malware in the years prior to my career in security. I regret these actions and accept full responsibility for my mistakes. Having grown up, I’ve since been using the same skills that I missed several years ago for constructive purposes. I will continue to devote my time to keeping people safe from malware attacks.”

 

Ele foi preso alguns meses depois do ataque WannaCry quando estava retornando ao Reino Unido depois de participar na conferência de segurança Def Con.

O caso foi processado lentamente por mais de um ano, já que muitos investigadores não querem aceitar que ele esteja envolvido na campanha de malware da Kronos.

O caso chocou a comunidade de infosec, uma vez que ele tornou-se um herói em parar a infecção do WannaCry em 2017.