Parece mesmo uma piada mas é mesmo verdade, a distribuição Kali Linux está disponível para download na App Store oficial da Microsoft para Windows 10.

A distribuição Kali Linux está agora disponível nativamente para o Windows 10. Sem necessidade de dual boot ou virtualização.

Kali Linux não é a única distribuição disponível na App Store do Windows. Os utilizadores deste SO podem ainda descarregar distros como o Ubuntu, Fedora e OpenSUSE.

A distribuição linux pode ser usada diretamente no Windows através da funcionalidade chamada de Windows Subsystem for Linux (WSL).

“For the past few weeks, we’ve been working with the Microsoft WSL team to get Kali Linux introduced into the Microsoft App Store as an official WSL distribution, and today we’re happy to announce the availability of the ‘Kali Linux’ Windows application,” reads the announcement published on the Kali Linux website.

“For Windows 10 users, this means you can simply enable WSL, search for Kali in the Windows store, and install it with a single click. This is especially exciting news for penetration testers and security professionals who have limited toolsets due to enterprise compliance standards.”

 

Para ativar esta funcionalidade basta seguir os passos abaixo:

  • Access the “Apps and features” menu item under the Control Panel
  • Select “Programs and Features” from the right panel
  • Click the “Turn Windows features on or off” from the left menu
  • Check the “Windows Subsystem for Linux”
  • Save the operation and Reboot the system

Kali-Linux-Windows-Windows-WSL

 

Como alternativa, os utilizadores podem também abrir a PowerShell em modo Administrador e correr o seguinte comando antes de efetuarem um restart à máquina.

Enable-WindowsOptionalFeature -Online -FeatureName Microsoft-Windows-Subsystem-Linux

 

A Offensive Security publicou um vídeo que mostra como o Kali pode ser usado no Windows 10.

Installing xfce4 on Kali Linux over WSL, Windows 10 from Offensive Security on Vimeo.

 

De notar que, muitos especialistas em segurança, nomeadamente de software de Antivirus e incluindo da Windows Defender, disseram que a distribuição pode ser “flaged” como malware durante a sua execução no Windows 10.