Reading Time: 1 minute
Google Chrome irá bloquear anúncions (ads) invasivos e enganosos.

O Google está a planear introduzir uma repressão a anúncios pop-up intrusivos no seu navegador de Internet e permitir que os utilizadores vejam todos os avisos ou notificações intersticiais que possam ter sido solicitadas durante a navegação na Internet.

A maioria dos ataques de phishing tem como alvo pessoas e são executados por meio de anúncios atraentes e maliciosos que levam as pessoas a fornecer informações particulares, como detalhes bancários, ou outro tipo de informação sensível e pessoal.

O Google efetuou uma parceria com uma empresa como meio para parar os anúncios manipuladores na última atualização. Neste momento, a gigante tecnológica admite que eles “não foram longe o suficiente”.

https://accelerator-origin.kkomando.com/wp-content/uploads/2015/04/google-chrome-970x546.jpg

 

O Chrome admite que, às vezes, os anúncios criam uma “experiência abusiva para o utilizador final”, incluindo mensagens de pagamento, cliques inesperados, tentativas de phishing e comportamentos enganosos.

No entanto, eles se recusaram a nomear as empresas com quem fizeram parceria para reprimir os anúncios maliciosos.

 

Enquanto isso, a gigante tecnológica iniciou uma opção para ativar um bloqueador de pop-ups, mas essa opção também foi explorada pelos atacantes.

Chrome product manager Vivek Sekhar said: ‘We’ve learned since then that this approach did not go far enough.’

‘In fact, more than half of these abusive experiences are not blocked by our current set of protections, and nearly all involve harmful or misleading ads.’