Informações pessoais e cartões de crédito de 380.000 clientes da British Airways foram roubados por invasores – os dados roubados não incluem detalhes sobre viagem ou passaporte.

A British Airways foi invadida pelos hackers, dados pessoais de clientes e informações de cartão de crédito de 380.000 foram roubados. Os dados roubados não incluíram detalhes de viagem ou passaporte.

A empresa publicou uma notificação de violação de dados no seu website, a violação de segurança afetou os clientes que fazem reservas no seu website e aplicação a partir de 22:58 BST 21 de agosto de 2018 até 21:45 BST 5 de setembro de 2018, inclusive.

A British Airways lançou uma investigação interna e notificou a polícia e autoridades relevantes.

“We are investigating, as a matter of urgency, the theft of customer data from our website and our mobile app. The stolen data did not include travel or passport details.” reads the data breach notification.

“From 22:58 BST August 21 2018 until 21:45 BST September 5 2018 inclusive, the personal and financial details of customers making bookings on our website and app were compromised.”

 

A companhia aérea confirmou que a violação foi resolvida e seus serviços  estão a funcionar normalmente. A British Airways está a comunicar o incidente a todos os clientes afetados e está a recomendar os clientes que acreditam ter sido afetados pela violação entrar em contato com seus bancos ou fornecedores de cartão de crédito.

 

Um porta-voz disse ao site TechCrunch que “cerca de 380 mil pagamentos com cartão” foram roubados.

“We are deeply sorry for the disruption that this criminal activity has caused. We take the protection of our customers’ data very seriously.” said Alex Cruz, British Airways’ chairman and chief executive.

 

Especialistas em defesa da privacidade e especialistas em segurança acreditam que a empresa pode enfrentar multas severas devido às novas leis de proteção de dados (GDPR).