Reading Time: 1 minute
Ciber atacantes acederam a dados confidenciais de uma estação nuclear em França.
Um ataque  numa estação nuclear em França revelou milhares de documentos confidenciais. Por outro lado, alguns dos dados foram também encontrados num servidor na Alemanha — aparentemente os dados foram violados e transferidos para servidores de terceiros.

De acordo com o relatório, o hacker acedeu a dados da empresa francesa Ingerop em junho deste ano. O volume de dados roubados foi tem um volume de mais de 65 gigabytes e inclui dados sobre estações nucleares, plantas para estabelecimentos prisionais e redes elétricas.

“Thousands of sensitive documents pertaining to nuclear power plants, prisons, and tram networks have been stolen from the servers of a French company in a cyber attack, German and French media have reported Friday.” reported the German website DW.com.

“The data illegally accessed from the French company Ingerop back in June amounted to more than 65 gigabytes, according to reports by German public broadcaster NDR, the daily Süddeutsche Zeitung and French newspaper Le Monde.”

 

A porta-voz da Estação Nuclear disse que os hackers conseguiram mais de 11 mil ficheiros relacionados a dezenas de projetos.

Os documentos confidenciais incluem a localização de câmeras de CCTV dentro de uma prisão de alta segurança francesa, informações detalhadas sobre a estação e um local proposto para um depósito de lixo nuclear no nordeste da França.

 

Mais informação aqui.

 

Pedro Tavares is a professional in the field of information security, working as an Ethical Hacker, Malware Analyst, Cybersecurity Analyst and also a Security Evangelist. He is also a founding member and Pentester at CSIRT.UBI and founder of the security computer blog seguranca-informatica.pt.

In recent years he has invested in the field of information security, exploring and analyzing a wide range of topics, such as pentesting (Kali Linux), malware, hacking, cybersecurity, IoT and security in computer networks.  He is also Freelance Writer.

Read more here.